Disney Animal Kingdom show de encerramento

Assistir aos shows de encerramentos do dia, nos parques da Disney é quase que obrigatório.

E realmente vale a pena, é maravilhoso o espetáculo!

Os shows combinam fogos de artifício de última geração, projeções, luzes e lasers. São dezenas de holofotes simultâneos, gerando uma montagem coreografada nunca vista em lugar nenhum no mundo.

As trilhas sonoras são fantásticas e a qualidade do som em todo o parque de onde dá para assistir ao show, é maravilhosa. São trilhas sonoras que inclui trechos de músicas de filmes clássicos da Disney e seus parques.

Após um dia de passeio nas atrações do Animal Kingdom, este maravilhoso parque da Disney, o show é o fechamento do dia com chave de ouro.

E há arquibancada confortável para você assistir sentado, com a família e aproveitar todo o cenário.

Veja nosso vídeo que fizemos para você ter uma pequena noção de como é lindo!

Booking.com

Disney Magic Kingdom show de encerramento

Assistir aos show de encerramentos do dia, nos parques da Disney é quase que obrigatório. E realmente vale a pena, é muito bonito!

Os shows combinam fogos de artifício de última geração, projeções, luzes e lasers. São dezenas de  holofotes  simultâneos, gerando uma montagem coreografada nunca vista em lugar nenhum no mundo.

As trilhas sonoras são fantásticas e a qualidade do som em todo o parque de onde dá para assistir ao show, é maravilhosa. São trilhas sonoras que inclui trechos de músicas de filmes clássicos da Disney, como O Rei Leão e Aladdin e todos os outros mágicos de cada época.

Após um dia de passeio nas atrações deste maravilhoso parque da Disney, o show é o fechamento do dia com chave de ouro.

Fizemos uma pequena amostra, na semana do dia 31 de outubro, halloween, onde o parque  estava lotado e as crianças reclamando que não dava para ver a concorrida visão do show. Mas vale a pena ir e conferir, veja:

O show conta com toda tecnologia de iluminação e efeitos dos fogos de artifício, pirotecnia e animação original, além de uma pontuação original de puxar coração. E graças à inclusão de tecnologia de mapeamento de projeção de última geração, mais personagens da Disney são mostrados em animação.

Confira também o ‘Happily Ever After’ Nighttime Spectacular Coming to Magic Kingdom

Booking.com

O maior Mcdonald´s do Mundo

É mesmo grande e moderno!

Localizado na International Drive com a Sand Lake Road em Orlando na Flórida, Estados Unidos; o maior McDonald´s do mundo é muito bem feito, espaçoso, estacionamento tranquilo, excelente localização e bem moderno.

Desde 1976 em Orlando, o espaço já nasceu uma atração turística e recentemente foi reformado e renovado. São mais de 1.100 M2 feitos para encantar e alimentar os visitantes. E achar brasileiros lá é certo e seguro, vai ter!

O atendimento é automatizado, onde dá para gente selecionar os ingredientes de cada sanduíche, resolvendo aqueles mimos da criançada, que não quer com cebola, quer duplo, triplo, com ou sem hambúrguer, com ou sem picles, batata pequena, media, grande; qual refrigerante, qual o tamanho, etc.

Após você fazer o pedido, recebe um número que é o caixa que você vai pagar, as filas são pequenas ou nem existem.

Feito o pagamento, que é preço padrão McDonald´s de qualquer lugar do mundo, você já pode ir para sua mesa, que pode ser no primeiro ou segundo andar.

E logo depois, seu pedido é entregue na sua mesa por um garçom.

Do segundo andar dá para ver a International Drive e a Sand Lake com seu intenso, mas bonito movimento de Orlando. As cores são vivas e dá para sentir que realmente você está nos Estados Unidos.

Se for com crianças, sente-se no segundo andar, onde tem playground bem grande para as crianças.

O legal do playground é a ‘multiculturalidade’ de línguas, onde tem crianças de várias partes do mundo falando cada uma sua língua, gerando um som de “torre de babel” onde os adultos não entendem nada, mas eles pareceram estar se comunicando em uma língua comum e muito conhecida a eles. E é mesmo: á inocência, os gestos, os olhares e a falta de maldade dos pequeninos. É encantador, reserve uns 10 minutos para ficar perto e observar.

Há no primeiro andar, um aquário muito bonito que chama atenção pelos peixes que parecem se comunicar com os visitantes:

O estacionamento é amplo, com vagas para prioridades como PNE (portadores de necessidades especiais) e idosos. E lá realmente a lei funciona, se atreva a parar numa destas vagas e há chances de você ser convidado a deixar o país e não será bem vindo nunca mais! Isto é que nos faz ter vontade de mudar para lá: lá a lei para ser cumprida mesmo!

O acesso é tanto pela International Drive, quanto pela Sand Lake. Mas se errar a entrada, não se preocupe, o retorno é perto, use o GPS e volta num minutinho. Mas lembre-se novamente, não dê “aquele” nó cego de virar na rua mesmo, como muitos fazem no Brasil. Se fizer vai estragar sua viagem!

Não deixe de visitar, ao menos para dizer que foi lá. Mas com certeza você vai gostar, as crianças vão demorar por lá, reserve no mínimo 2 horas para esta atividade. Mas se der agende umas 4 horas para não fazer correndo e você parar para prestar atenção na realidade americana.

Booking.com

Vamos para Disney? Voando de Campinas para Orlando com a Azul

A bordo do Airbus A330 da Azul Linhas Aéreas

Booking.com

Travel Money, Cartão Pré-Pago: Viajando com dinheiro e segurança

Travel money, uma opção “obrigatória”

As vezes conversando com os leitores do nosso site ou com amigos e parentes, muitos deles dizem que levam moeda em espécie (dólar, euro, etc) para o exterior, dentro de uma pochete.

E levam quantias altas, porque não sabem ou têm medo de utilizar a comodidade e tranquilidade de um cartão pré-pago, como Travel Money.

Mas levar muito dinheiro como você na viagem, pode ser muito perigoso; no translado, na estadia e não é muito prático no dia-a-dia.

E já que o mundo inteiro aceita os cartões pré-pagos, que são das grandes bandeiras do mundo, não há motivo para não usar um travel money.

Mas, o medo de usar é natural. Principalmente, pela série de relatos de casos, onde o turista tem o cartão apreendido pelas ATM (caixas eletrônicos) no exterior, ao sacar dinheiro em outro país e fica sem dinheiro na viagem.

E ainda, soma-se a isto: a dificuldade de informação segura, para conseguir o cartão, que é um cartão ao portador. Ou seja, qualquer um que pegá-lo poderá usar, considerando que em muitos estabelecimentos, principalmente, nos Estados Unidos, onde vários estabelecimentos, simplesmente não exigem que seja digitado a senha.

Numa de minhas viagens e morando no interior do Brasil, tentei fazer o cartão no Banco de minha conta corrente, um grande Banco do Brasil. Mas, o gerente do Banco de minha conta, disse que eu teria que ir a capital, para conseguir fazer um cartão travel money. E isto foi bem decepcionante!

Achei um absurdo ter que andar 140 km até a capital, para pegar um cartão. E quase desisti. Pensei também em levar tudo em espécie da moeda, que ia precisar no exterior. Mas, insisti um pouco mais e consegui. E compartilho com vocês nossas dicas:

Saiba que qualquer casa de câmbio de sua cidade, que seja conhecida e de preferência que você sabe que ela já existe na cidade há muitos anos, fornece para você na hora, um cartão travel money.

Basta você fazer um carga (comprar para o cartão) o mínimo de US$ 100 (dólares). Geralmente a casa de câmbio, irá lhe pedir para você fazer um depósito na conta deles ou pagar em moeda mesmo. E será gerado o crédito no cartão para você.

Se tiver com medo de fazer o depósito, já que pode ser sua primeira vez e ainda não tem um relacionamento de confiança com esta casa de câmbio; faça um depósito de US$ 100 (doláres) primeiro, ou leve em dinheiro. Vá lá buscar o cartão e depois, você vai estreitando a confiança com o agente da casa de câmbio e carregando mais créditos (comprando mais da moeda estrangeira que você irá precisar).



Entretanto, ainda assim, será necessário você levar moeda estrangeira em espécie, mas pouco. Apenas o suficiente para os primeiros pagamentos e uma reserva de segurança.

“…revendo este post, algum tempo depois e após algumas outras viagens: A dica mesmo é meio-a-meio…”

E para evitar os problemas de ATM “engolir” seu cartão pré-pago, ao contrário de carregar (colocar) todo seu dinheiro num único cartão, leve mais de um. Por exemplo, se vai um casal, coloque 2 cartões no nome de uma pessoa e 1 cartão no nome da outra pessoa.

Assim, você terá 3 cartões pré-pagos e maior segurança, caso, tenha um acidente, uma perda ou a ATM “engula” seu cartão.

Lembre-se de assinar seu cartão assim que o receber, pois, ele deve ser usado no exterior, apenas como cartão de crédito e não débito. E a medida que você for utilizando, qualquer cartão do mercado, tem um app ou site via web, para você ir controlando o saldo que ainda tem e o que foi usado.

Geralmente neste app ou no site do Cartão Travel Money, você cadastra a senha para ser digitada nos estabelecimentos que a solicitam.

E se precisar, faça uma nova transferência para a casa de câmbio e eles irão recarregar seu cartão novamente.

Então recapitulando e completando as dicas:

  • Não leve ou tenha somente um cartão.
  • Identifique os cartões com uma caneta que não solta a tinta, para você saber por exemplo, qual é qual e quanto tem em cada um. Porque, para consultar o saldo geralmente pede dados do titular para acessar e como pode estar no nome de mais de um, você precisará saber qual é qual. E não bloquear o app por isto.
  • Use seu cartão como crédito e não débito
  • Cadastre uma senha para digitar no momento das compras, onde for solicitada.
  • Evite sacar moeda em ATM, pois, há a taxa de ATM é não é barata.
  • Há o IOF, pergunte na sua casa de Câmbio, mas é taxa oficial do governo.
  • Com o cartão, você pode ir abastecendo com antecedência até a data de sua viagem, aos poucos e ainda estar protegido da variação cambial. Mesmo que a cotação baixe, não vai importar tanto, pois sua viagem será custeada na moeda que você comprou e não em Reais.
  • Você pode recarregar várias moedas diferentes em um mesmo cartão. Isto é muito útil, quando você vai viajar para países diferentes numa única viagem.
  • Não deixe sem cartão muito tempo sem recarga e/ou uso, há uma taxa de inatividade por isto.
  • Tenha o número de sua casa câmbio sempre em mão, em casa de sinistro avise imediatamente para bloqueá-lo. Há sempre um hot fone gratuito para ligar para o Brasil, para estes casos no seu próprio cartão.
  • Será incluído IOF no valor de cada moeda que você comprar, mas a segurança e praticidade de utilização de travel money, vale a pena esta taxa.
  • Consulte as taxas e cotações no cartão travel money que você escolher.
  • O que sobrar no seu cartão na volta, você pode ir na casa de câmbio e vender, ou deixar no cartão para sua próxima viagem. Mas aí, não pode ficar por mais de 6 meses sem movimentação, para não ter taxa de inatividade. O ideal é no último dia você ‘raspar’ o saldos de todos cartões para zerá-los e não pagar mais a taxa de inatividade.
  • Quando comprar em moeda estrangeira, aquela parte que você sempre precisará levar em espécie, mesmo tento o travel money, exija o recibo oficial da Casa de Cambio. Isto protegerá você, se por algum acidente, houver notas falsas com você, da moeda estrangeira que estiver levando.

Se ainda não tiver seguro, compre um cartão na próxima viagem, leve um pouco, teste e veja como será.

Excelente viagem para você, na volta de sua viagem, conte aqui para nós, como foi sua experiência com o Travel Money.

E se você vai para a Disney, veja este nosso post sobre Quanto Custa ir Para Disney

E também as 10 dias para fazer compras em Orlando.

Acreditamos que pode ajudar a tornar sua viagem ainda mais fantástica.

E lembre-se: viajar ainda é seu melhor investimento de vida!


Booking.com


Booking.com