Como tirar o Visto para os Estados Unidos?

Saiba como tirar o visto para os Estados Unidos

Visto Estados UnidosO que é o Visto?

O visto é um documento emitido pelo consulado de um país, dando autorização para uma pessoa, entrar e permanecer em seu país por um certo tempo.

Em muitos países, sem um visto válido, não é possível entrar no país.

O tempo de permanência autorizado para uma pessoa ficar no país visitado, varia conforme a finalidade da estadia naquele país.

Veja também:

Todo país exige o Visto?

Não, há pelo menos nove países, que não exigem nem mesmo o passaporte para brasileiros entrar. Saiba mais detalhes e quais são eles, no nosso Post sobre os países que não exigem nem mesmo o Passaporte.

E existem mais de 150 países que exigem somente o passaporte para a entrada do brasileiro.

Se tenho um visto válido, tenho garantia que entrarei no país destino?

Não! Mesmo tendo um visto válido, não indica 100% de aprovação de entrada no país estrangeiro. Pois, ao desembarcar naquele pais, é obrigatório a passagem pelo setor de imigração, que poderá aprovar ou não a entrada da pessoa.

Isto pode ocorrer em função de uma série de exigências. Incluindo, pontos de segurança, suspeita de porte de produtos ilegais, registros anormais de conduta e outras suspeitas de qualquer risco aos cidadãos e normas daquele país.

Mas em países como os Estados Unidos, é mais comum quando a pessoa ou seu histórico de informações, posses e declarações, gera indícios que o visitante está indo para fixar residência e não somente visitar.

Meu voo tem conexão, onde será feito o processo de imigração?

Você passará pela imigração na primeira cidade do país estrangeiro que seu voo fizer conexão. Mas é lá mesmo, que resolve se você entra ou não no país e pronto!

E mesmo que você já esteve naquele país, “1000 vezes”, você terá que passar pela imigração novamente.

Preciso contratar um agente para auxiliar a conseguir o Visto?

O O formulário DS-160: Este é o formulário do US Departament Of State, que você precisa preencher para iniciar a solicitação de seu Visto.

Se você não conhece nada de inglês, pode ser uma boa opção. E há algumas informações no formulário DS-160 que expressa atenção no preenchimento. E quem já tem experiência pode fazer isto rapidamente. Mas não é obrigatório que você contrate um agente.

 

No caso da minha família, eu e minha esposa mesmo, que fizemos tudo e deu tudo certo com tranquilidade. Não foi difícil, exige apenas atenção e dedicação de um tempo com tranquilidade para preencher e juntar a papelada. E não precisa fazer tudo de uma vez, você pode iniciar o preenchimento, separar os documentos e voltar para fazer a outra parte. É claro, tem um limite de dias para isto, não é para “vida toda”.
E se você lê bem em inglês, há uma “FAQ” (Perguntas e Respostas mais Frequentes) da própria embaixada do Estados Unidos que ajuda muito. Clique aqui para acessá-la.

Quando NÃO contratar um agente para auxiliar?

Se passar pela sua cabeça de mentir ou não expressar a verdade, repense se realmente você quer ir para os Estados Unidos. Lá, lei é lei e é cumprida na íntegra. Mentiu lá, vai ser deportado. E se houver mentira ou informação “camuflada” ou inflada no DS 160, esquece! Seu visto não vai ser aprovado! Então, não gaste seu dinheiro ou caia em conversa de quem já foi e diz que deu certo e blá, blá, blá. Não acredite.

Entre pela porta da frente, faça direito. Todo país recebe e precisa de turistas e profissionais, só não correm riscos de deixar entrar pessoas com intenções não declaradas e fora de conformidades com as regras daquela nação.

Se não der para você cumprir as condições agora, é porque é mais provável, que não é a hora certa para você ir ainda. Se prepare melhor e vá quando estiver tudo certo e seus recursos realmente forem o suficiente. Com certeza você agradecerá, por ter esperado este momento certo e poder aproveitar bem sua viagem, sem medos e sem ansiedades desnecessárias.

Embaixada do Estados Unidos em Brasília - BrasilFoto: Wikipédia

Consulados dos Estados Unidos no Brasil:

  1. Brasília
  2. Recife
  3. Rio de Janeiro
  4. São Paulo

Em qualquer um deles você será atendido no


Booking.com

 

Passo-à-passo de como tirar o visto de estudante, turismo e negócios

1) A primeira coisa que você precisa ter é o passaporte válido com pelo menos 6 meses contados na data de sua viagem. Veja nosso post sobre Como Emitir o passaporte, para detalhes práticos de como obter este documento essencial para viagens.

2) Obtendo mais informações oficiais:

Navegue na “FAQ” (Perguntas e Respostas mais Frequentes) da própria embaixada do Estados Unidos, e também na “FAQ” Brasil – Official U.S. Department of State Visa Appointment Service, tire o máximo de suas dúvidas antes de iniciar a próxima fase.

3) Acesse o site do US Departament Of State e preencha o formulário DS-160

Os campos do formulário estão em inglês, mas ao entrar na digitação do campo, aparece um “hint” (dica) com a tradução.

E se tiver dúvida na tradução, apele para o Google Tradutor.

Em cada tela que você terminar de preencher, salve-a.

Será gerado um “Application ID”, ou seja, um número de identificação de sua solicitação. Anote-o, você precisará dele para retornar depois e terminar o preenchimento; que como já citamos, pode ser feito em partes e em dias diferentes.

Quando você terminar todo o preenchimento, imprima a página com o protocolo/código de barras de confirmação que será gerado.


Booking.com


4) Pague as taxa do Visto

Acesse o site Taxas de Vistos. Você precisará pagar a taxa do visto no valor de US$ 160 (dólares) para cada pessoa.

5) Agende sua entrevista no Consulado Americano

Você irá precisar nesta fase do seu passaporte e do código de barras do protocolo de preenchimento do DS-160 da fase anterior.

Com o formulário DS-160 pronto, agende a sua entrevista no site do Consulado Americano no Brasil. Preencha os campos e formalize sua entrevista.

Preste atenção, porque antes da entrevista, você precisa colher as impressões digitais e fazer a foto oficial para seu visto. Então, agende ir ao CASV primeiro. E observe onde é um e o outro, para ver se dá para fazer tudo num mesmo dia, geralmente isto não é possível. Talvez precisa que você vá no CASV um dia e faça a entrevista no outro dia.

Para nossa família, viajamos e fizemos as digitais no CASV em Brasília num dia, onde as crianças têm que ir para fazer as digitais e foto. E no outro dia, fizemos as entrevistas, somente eu e minha esposa, as crianças não precisam ir. Acredito que é uma boa opção. E mesmo que você tenha feito mais de um formulário DS-160 para cada membro da família, a família toda fará junto a identificação e a entrevista, não se preocupe com isto.

6) Vá ao CASV na data agendada
Compareça sem atraso no dia agendado ao CASV que você escolheu, e leve com você seus documentos, protocolo do formulário DS-160, o passaporte e o comprovante da taxa do visto, paga. Você fará no CASV, as impressões digitais e será feito sua foto oficial para o visto.

Leve o mínimo de coisas necessárias. Evite levar chaves, celulares bolsas. Leve somente o necessário. Lá não tem onde guardar estas coisas, deixar nos carros pode ser perigoso e deixar em guarda-volumes é impraticável pelo preço que cobram pelo serviço.

7) Entrevista no Consulado

Você precisará levar ao Consulado, seu passaporte, a página do protocolo do formulário DS-160. A regra para levar as coisas mínimas também é mesma. Não tem onde deixar. Mas leve todos os documentos, comprovantes de rendas, imóveis, provas que tem condições de fazer a viagem e documentos que comprovem o que você afirmou no DS-160. E fique tranquilo. Pode ser que o Oficial, não te peça exatamente nada, mas pode lhe pedir, esteja preparado.

O oficial poderá lhe fazer 1, 2, 3 ou mais perguntas e o resultado sairá na hora. Para minha família, ele fez três perguntas e nosso visto foi aprovado. Mas, cuidamos para que tudo fosse verdade, sem invenções ou intenções que não tivessem declaradas. Foi muito rápido e estranhamos o terror que tanto ouvimos para conseguir o visto. Foram tantas recomendações que fomos com muito medo. E não precisa disto, basta falar a verdade e ter os documentos certos.

Não se alarme ou acredite no “terror” que fazem para conseguir o visto. Isto só existe para quem faz as coisas erradas, tentam mentir no DS-160 e nas respostas dadas ao oficial no momento da entrevista. Ou então, realmente não têm condições de arcar com os custos da viagem, podendo caracterizar que estão indo para morar lá.

Quando você ou sua família for chamada, responda calmamente (em português) as perguntas, falando sempre a verdade e agindo naturalmente que dá tudo certo.

Com seu visto na mão, ele valerá por 10 anos, aí é só planejar a viagem. E se você vai para os Estados Unidos, confira nossos posts abaixo, podem facilitar e tornar sua viagem melhor ainda:

Booking.com


Booking.com

Imigrando para os Estados Unidos:

Como emitir a Carteira de identidade

Carteira de Identidade como ter a minha?

carteira de identidade RG

O que é a Carteira de Identidade?

A Carteira de Identidade ou RG (Registro Geral) é um dos principais documentos de identificação civil. É emitido pelos órgãos de segurança dos Estados da Federação e pelo Distrito Federal (SSP), para cidadãos nascidos e registrados no Brasil e para nascidos no exterior, que sejam filhos de brasileiros.

Onde fazer o Carteira de Identidade?

Cada estado possui uma Secretaria de Segurança Pública (SSP) que é responsável por sua emissão.

A solicitação pode ser feita em postos de atendimento, variando de estado para estado. E é gratuita e um direito do cidadão.

É interessante que uma pessoa pode ter mais de um RG, ou seja, de Estados diferentes. E não existe restrição legal à pedir a emissão em outro Estado. Podendo o cidadão ter então, mais de uma Carteira de Identidade de Estados e numeração diferentes, todos totalmente válidos em todo o país.

Mas se não for realmente necessário, é totalmente desaconselhável, já que o documento tem validade em todo o país e o muito que irá fazer, é gerar confusão na redundância do documento. Seria mais um documento, que pode ser perdido, roubado e usado inadequadamente por outros indivíduos.

Validade

A emissão da Carteira de Identidade é gratuita em todo País.

E pode ser solicitada com facilidade nos órgãos competentes.

Ela não possui validade, mas se estiver em mal estado de conservação, ou sua foto estiver muito diferente de sua aparência na data que apresentá-la à autoridade competente, pode não ser aceita no Brasil ou no exterior.

Especial atenção é necessária, principalmente se você for viajar para os países onde não exige o Passaporte e o somente a apresentação da Carteira de Identidade basta. Você corre o risco de não embarcar ou não entrar no país.

O que você precisa para emitir o RG

  • Foto recente em formato 3×4 (com fundo branco)
  • Certidão de Nascimento
  • Certidão de Casamento
  • Certificado de Naturalização, de acordo com cada caso.

Em certos postos de emissão do documento em determinados Estados do Brasil, não é preciso levar a Foto 3×4, a identificação e foto é feita na hora, como se faz na confecção do passaporte.


Wikipedia, em fevereiro de 2017 um projeto para a criação do documento foi aprovado pela Câmara dos Deputados e deverá substituir alguns documentos, unificando em único documento o RG, o CPF, Título de Eleitor; e esperamos que também a CNH e outros documentos. Assim como o Cartão de Seguro no Estados Unidos é usado e funciona bem.

O projeto prevê a utilização da tecnologia smart card, similar a um cartão de plástico com chip, sendo integrado com sistema informatizado de identificação de impressões digitais, o AFIS. O RIC foi concebido com objetivo de integrar todos os bancos de dados de identificação do Brasil.

Veja mais sobre Documentos para viagem, em nosso Post com dicas e como emitir o CPF, Passaporte e outros documentos



Booking.com


Booking.com

Para quais países posso viajar sem passaporte?

Países que não exigem passaporte de brasileiros

Passaporte Brasileiro

O brasileiro é bem recebido sem passaporte em pelo menos 9 países.

Bastando apenas que você apresente apenas sua Carteira de Identidade – RG em bom estado de conservação.

Mas cuidado, é aceito O RG e não a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) como identidade. Na fronteira entre Foz do Iguaçu PR para Puerto Guazu na Argentina, foi possível utilizar a CNH sem problemas, mas, melhor é o RG atualizado.

Os países que você pode viajar só com seu RG, são os países que integram o acordo de cooperação do Mercosul:

Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai, Chile, Bolívia, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela.Veja mais detalhes na página oficial do Mercosul com RG;

A T E N Ç Ã O

A sugestão é que seu RG não esteja com mais de uma década, pois, normalmente neste tempo transcorrido sua foto vai estar bem mais (deixo para você adjetivar) e o agente da imigração, precisa ver que a pessoa da foto é você.

C U I D A D O

I M P O R T A N T E: Se você for para algum destes países do Mercosul e passar (seu voo fazer escala) por um país que exige o passaporte, como por exemplo o Panamá; o passaporte será exigido no embarque aqui no Brasil. Então, use somente o RG em voos que vão direto para um dos países acima.

Para evitar problemas com guardas e funcionários públicos menos informados, dentro de alguns destes países do Mercosul, analise bem as estradas que irá trafegar e quais países irá cruzar em sua viagem.

O melhor mesmo, é você ter um passaporte e não ter este tipo de problema, que pode deixar sua viagem não tão boa quanto ela deverá e precisa ser. Veja como não é tão difícil e não é tão caro assim, conseguir seu passaporte, leia nosso Post sobre Como emitir meu Passaporte.

Tendo seu passaporte em dia, você também pode aproveitar as milhas e oportunidades de preços e promoções que as empresas aéreas tem feito com frequência. E aquela viagem sempre aparece e estar com a documentação pronta é muito bom.
Veja também nosso Post Sobre Documentos para a Viagem.


Booking.com

 

Booking.com